“135 ANOS DA PRESENÇA LIBANESA NO BRASIL”

A Associação Cultural Brasil-Líbano, entidade responsável por importantes iniciativas de aproximação entre o Brasil e o Líbano, através principalmente do intercâmbio cultural, ofereceu ao público de São Paulo, por ocasião da comemoração dos “135 anos da Presença Libanesa no Brasil”, a apresentação inédita da leitura dramática do texto “As boas vindas do Imperador” (duração 40 min.), texto e direção de Samir Yazbek.

Com plateia lotada, a leitura ocorreu em 29 de setembro de 2015 –terça-feira, no teatro do Sesi na Fiesp, à avenida Paulista, 1313 – Cerqueira César em São Paulo.

A peça foi lida pelos atores Helio Cicero, Gabriela Flores, Eduardo Mossri, Henrique Zanoni e Michel Nader da Cia Teatral Arnesto nos Convidou.

O texto foi inspirado na viagem oficial e histórica de D.Pedro II ao Líbano, realizada de 11 a 15 de novembro de 1876, envolvendo uma comitiva com cerca de 200 pessoas, incluindo sua esposa D.Tereza Christina Maria, damas, barões e viscondes, no navio “Áquila Imperial”, de bandeira verde e amarela, que desembarcou em Beirute. O Líbano na época era um pequeno Emirado pertencente ao Império Otomano.

D.Pedro II, considerado um orientalista, era grande admirador da literatura e cultura árabe, dominava também o idioma e conhecia os costumes locais. Visitou importantes locais de cultura do Líbano, como o Colégio Protestante (hoje Universidade Americana de Beirute), Colégio Francês dos Jesuítas (hoje Universidade Saint Joseph) e outros. Encontrou-se com grandes mestres das ciências e da literatura, como o gramático Ibrahim Al-Yázigi, visitou o Professor Cornelius Van Dyck e Nemi Jafet, intelectual pioneiro da emigração para o Brasil. Visitou também o Patriarca da Igreja Moronita, o Governador-Geral Rouston Pacha Mariani, entre outras personalidades.

A viagem de caráter turístico e científico desencadeou o processo de imigração de libaneses para o Brasil, que contribuiu no molde da trajetória do país, fornecendo bases para a compreensão dos movimentos de imigração, decisivos para a constituição multicultural do Brasil.

Os primeiros libaneses chegaram a São Paulo por volta de 1880, início da imigração libanesa contemporânea no Brasil, país que abriga o maior núcleo de libaneses e descendentes fora do Líbano, cujo número estimado é de oito milhões de pessoas em sua maioria concentrada neste Estado. São políticos, médicos, comerciantes, empresários, artistas e cidadãos que contribuem significativamente para a formação cultural e econômica da cidade mais libanesa do mundo.

Regiões presentes: São Paulo e capitais de outros estados.

Público alvo: estudantes, historiadores, comunidade e entidades Líbano brasileiras e o público em geral.

Coordenação: Lody Brais - Presidente - Associação Cultural Brasil-Líbano

011-3289-1851 – brasil.libano@gmail.com

O evento contou com o patrocínio da Eletrobrás e o apoio do Ministério da Cultura.

© LibanByLody "todos os direitos reservados"
helera.com.br